Meio Ambiente de Belford Roxo realiza plantio de 55 mudas no Vale do Ipê

Plantar uma árvore para colher um novo futuro. 

A Secretaria de Meio Ambiente de Belford, em parceria com a Secretaria de Cultura e o Instituto Libertas, promoveu uma ação socioambiental na sexta-feira (27-01) que plantou mais de 50 mudas no Vale do Ipê. A ação contou com a ajuda de moradores que participaram do plantio.

Uma variedade de espécies nativas da Mata Atlântica foram plantadas como: ipê amarelo e rosa, goiabeira, cajueiro, pitangueira e cajá-manga. A iniciativa nasceu do projeto “Para Cada Livro Vendido Uma Árvore Plantada” do Instituto Libertas, que recebeu doações de mudas pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae).

Durante o evento, o público também pôde contemplar em uma tenda da Cultura, as obras dos autores presentes no projeto e adquirir um exemplar autografado pelos escritores.  

O secretário municipal de Meio Ambiente, Tuninho Medeiros, esteve presente com toda sua equipe técnica. “Precisamos sempre repor o que é retirado da natureza e reforçar os cuidados com a questão ambiental. Estamos abertos para receber mais projetos assim no município”, comentou. “Essa atitude incentiva a proteção do meio ambiente. Conscientizando, cuidando e zelando pela nossa natureza”, completou Tuninho.

Transformar vidas

O fundador do Instituto Libertas, Sidney Oliveira, destacou a importância do projeto. “Quando tive a ideia do plantio, pensei imediatamente em Belford Roxo. Nossas ações agem em todas as esferas educacionais, culturais e ambientes”, frisou. “O objetivo é transformar vidas através da criatividade, autonomia e a responsabilidade do indivíduo em ser o agente da sua própria história”, acrescentou Sidney, que também citou o sucesso do programa de coleta de resíduos de óleo vegetal. “Já evitamos a contaminação de 5 bilhões de litros de água no Rio de Janeiro. E agora, cada litro coletado também será uma muda plantada. Vamos plantar milhares de árvores em toda Baixada”, concluiu Sidney.

A moradora de Nova Piam, Amanda Souza, 34 anos, comentou sobre a experiência de participar da ação. “Está sendo muito gratificante poder ajudar nessa ação tão especial e marcante”, ressaltou. “Este projeto rico que a prefeitura abraçou nos traz esperança de um futuro melhor, porque sabemos que árvore é vida”, finalizou Amanda. 

Redação: Jornalismo A Voz do Povo.

Direção: Jornalista Marcio Carvalho. 

2 Comentários

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade