Asilo clandestino é interditado em Nova Aurora

 A Vigilância Sanitária de Belford Roxo interditou um asilo clandestino, no bairro de Nova Aurora, nesta quinta-feira (02-02), após denúncia anônima feita ao Ministério Público. 

No local foram encontrados sete idosos, sendo quatro homens e três mulheres, em condições insalubres e sem profissionais adequados.

Um dos pacientes havia amputado a perna recentemente e estava ainda com pontos. Diabético e com insuficiência cardíaca, precisou de atendimentos e foi internado no Hospital da Posse, em Nova Iguaçu.

Dois idosos foram retirados pelos próprios familiares. Os quatro idosos restantes foram encaminhados para uma avaliação médica no Hospital Municipal de Belford Roxo, com sinais de desnutrição. Após a avaliação, os idosos serão acolhidos em uma Instituição de Longa Permanência para Idosos (ILPI) em Magé.

De acordo com a Guarda Municipal, os responsáveis pelo local também retinham os cartões e senhas de pagamento das vítimas. Os agentes encontraram o estoque de alimentos e medicamentos vencidos há mais de seis meses. A família responsável pelo asilo, pai, mãe e neta foram conduzidos a 54ª Delegacia de Polícia.

Ação conjunta

A ação foi realizada em conjunto pela Secretaria de Vigilância Sanitária, Secretaria de Assistência Social, Cidadania e Mulher, Guarda Civil Municipal, Polícia Militar, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Ministério Público.

O local foi interditado pela falta de documentação e higiene necessária, além da ausência de profissionais. Todos os idosos possuem mais de 70 anos, e o mais velho tem 80 anos.

Uma moradora, que preferiu não se identificar, vive no bairro há mais de 25 anos e afirmou não ter visto nenhuma movimentação estranha. “A rua é muito tranquila, não ouvi barulhos e gritos. É muito triste, mas agora tenho a certeza de que esses idosos serão bem cuidados”, comentou.

Redação: Jornalismo A Voz do Povo.

Direção: Jornalista Marcio Carvalho. 

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade