Firjan contribui para o desenvolvimento de Belford Roxo e da Baixada

 Baixada Fluminense - A Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) segue com o projeto "Licença 4.0" pela Baixada Fluminense em atuação direta com as prefeituras. 

A proposta é auxiliar as gestões municipais na adoção de medidas que otimizem os processos de licenciamento de obras, identificando oportunidades que melhorem a dinâmica de trabalho. Com a medida, a federação visa orientar os agentes dos setores públicos a reduzir os prazos de tramitação para o início de construções e consequentemente, atrair mais investimentos, geração de emprego e desenvolvimento para as localidades.

Pela Baixada Fluminense o projeto já foi apresentado para os municípios de Belford Roxo, Duque de Caxias, São João de Meriti e Nova Iguaçu. “O projeto atende uma demanda dos empresários do setor de Construção Civil que, a partir da melhor gestão dos entes públicos, conseguem agilizar o início de obras voltadas inclusive para o desenvolvimento dos municípios”, destacou o presidente da Firjan Caxias, Roberto Leverone, reforçando que a adoção do Licença 4.0 pode gerar ganhos importantes, como geração de emprego e mais receitas para os municípios.

O vice-presidente do Sindicato da Construção Civil da Baixada (Sincocimo), Sidnei Sousa Louro, considera que não só a demora no processo de licenciamento de obras, como a insegurança quanto ao trâmite de aprovação, são fatores que oneram a atividade das empresas do setor de Construção Civil. “O projeto contribui para a identificação de problemas e oportunidades de melhorias de todas as partes: prefeitura e empresas. Esse trabalho da Firjan permite abrir um canal de comunicação, o que por si só, potencializa a melhoria do processo”, destaca Sidnei, reforçando que o maior resultado do Licença 4.0 é o benefício que oferece para toda a cidade, com a possibilidade de geração de mais emprego e renda para as localidades.

Para o consultor da Firjan, Alberto Besser, os municípios melhor estruturados atraem mais investimentos para a instalação de novos empreendimentos, o que gera crescimento para as localidades. “Identificamos que entre as grandes dificuldades no trâmite de licenciamento está a demora na aprovação de projetos, na burocracia excessiva e na falta de clareza dos processos. O projeto visa dar agilidade para as concessões de alvará para construções”, destaca o consultor.

Pelas visitas realizadas no estado, Besser aponta exemplos como das prefeituras da cidade do Rio de Janeiro, Caxias e Niterói, que possuem sistemas de licenciamento bem estruturados. “Em nossas análises verificamos todo o sistema utilizado pelos municípios e se necessário, apontamos os pontos que precisam ser melhorados e quando possível, sugerimos a digitalização dos processos”, ressalta.

O projeto teve início na cidade de Três Rios, em maio de 2022 e conta com equipe técnica da Firjan, que atua em conjunto com os setores envolvidos com os trâmites de liberação de obras nas prefeituras. Primeiramente é feito um trabalho de mapeamento e análises dos processos de licenciamento e em seguida, são propostas melhorias para maior celeridade em todas as etapas de liberação das obras. 

Redação: Jornalismo A Voz do Povo.

Direção: Jornalista Marcio Carvalho. 

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade