Projeto ‘Canta Belford Roxo’ leva Elymar Santos a Heliópolis

  O cantor Elymar Santos será a principal atração do projeto “Canta Belford Roxo”, que será realizado na próxima sexta-feira (25-08), a partir das 19h, na Praça de Heliópolis. Elymar interpretará diversos sucessos de sua carreira como: “Taras e Manias”, “Escancarando de Vez” e “É Gostoso te Amar”, entre outros. 

A primeira edição do “Canta Belford Roxo” foi na semana passada, no bairro Roseiral, com os cantores gospel Gisele Nascimento, Samuel Messias e Misaías Oliveira. O projeto seguirá até 31 de dezembro levando entretenimento à população.

            Empolgado com o sucesso do primeiro show do “Canta Belford Roxo”, realizado no Roseiral, o secretário de Cultura de Belford Roxo, Robson Sarmento, está otimista para o show do cantor Elymar Santos. “Creio que também teremos um grande público, pois Elymar Santos é um cantor popular. Além disso, a praça de Heliópolis já é um point tradicional e bem familiar. A Prefeitura tem a missão de levar diversão às pessoas e o projeto “Canta Belford Roxo” colabora para que isso aconteça”, avaliou Robson Sarmento.

Carreira musical diversificada

            Elymar Santos começou sua carreira apresentando-se em programas de calouros, comandados nas décadas de 80 e 90 por Chacrinha e Flávio Cavalcanti. Dono de uma boa voz que canta diversos ritmos, Elymar Santos ficou famoso em 1985 quando alugou a casa de espetáculo Canecão, no Rio de Janeiro para realizar um show. Em 1986 gravou o primeiro LP, “Elymar no Canecão”, no qual interpretou entre outras “Começaria tudo outra vez”, de Gonzaguinha e “Se eu quiser falar com Deus”, de Gilberto Gil.

            Versátil, Elymar Santos também já se aventurou em concursos de samba-enredo na sua escola de coração: a Imperatriz Leopoldinense. Em 2014, a agremiação homenageou o ex-jogador Zico e levou para a Sapucaí o enredo “Arthur X – O Reino do Galinho de Ouro na Corte da Imperatriz”. O samba foi assinado por Elymar Santos, Gil Branco, Guga, Me Leva e Tião Pinheiro. Em 2019, ele voltou a assinar um samba vencedor na Imperatriz (o enredo foi “Me dá um dinheiro aí”) com os parceiros Maninho do Ponto, Julinho Maestro, Dudu Miler, Márcio Perci e Jorge Arthur.

Redação: Jornalismo A Voz do Povo.

Direção: Jornalista Marcio Carvalho.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade