Assistência Social abre campanha sobre Outubro Rosa com a presença da dep Daniela do Waguinho

  Uma encenação teatral apresentada pelos atores, Jo Monteiro, 46 anos, e Silvio Monte, 51, diretores da Ong Amigas do Peito Por Aí, emocionou usuárias e funcionárias dos equipamentos sociais da Secretaria Municipal de Assistência Social, Cidadania e Combate à Fome (Semascf). 

A peça retratou o relacionamento de um homem casado com uma mulher diagnosticada com câncer de mama. O inconformismo dele, a intolerância, ofensas e preconceitos impactaram a plateia

             Entretanto, o amor pela vida, a força e a superação da personagem fizeram as participantes aplaudirem, de pé, o trabalho dos artistas. O evento, realizado no Teatro da Cidade, no Bairro Piam, em Belford Roxo, marcou o início da campanha Outubro Rosa, abraçada pela Semascf por todo mês.

            Também na plateia, a primeira-dama da cidade, deputada federal, Daniela Carneiro, que assistiu a toda programação do evento, ao lado da Secretária Municipal de Assistência Social, Cidadania e Combate à Fome, Tati Ervite e do diretor do Hospital Fluminense, Leandro Santoro. “Sensacional a apresentação dos artistas e a realização do evento que envolve um assunto de muita importância e compreensão. A saúde da mulher é pauta prioritária do meu mandato”, disse a deputada, que é autora da Lei de criação do Dia Nacional Contra a Endometriose, em 13 de março, e a Semana Nacional de Educação Preventiva e de Enfrentamento à doença. “O evento de hoje marca o início de uma campanha que estaremos desenvolvendo durante todo o mês, em  nossos equipamentos sociais”, avisou Tati Ervite.

Palestra com Assistente Social do Inca

            O Câncer de Mama é a multiplicação de células anormais que causam tumores. “A previsão é que até o final deste ano, 73.610 novos casos sejam diagnosticados”. A informação foi apresentada durante a palestra da Assistente Social do Instituto Nacional do Câncer (Inca), Sandra Maria Lisboa Veríssimo, chefe do Setor de HC3/Câncer de Mama.

            Com 32 anos de profissão, Sandra abordou a doença, fez alerta sobre a importância da prevenção, como o autoexame e ainda, através de consultas e exames de diagnóstico. Sandra destacou também direitos e benefícios constituídos às pessoas em tratamento da doença e com sequelas, como isenções em impostos e gratuidade em transportes, entre outros. “Não há uma causa única para o câncer. Há muitos fatores. Por isso, a importância da prevenção, afirmou a Assistente Social.

            Jo e Silvio são casados há 19 anos, pais de uma menina de 12. Em 2006, ela foi diagnosticada com o Câncer de Mama. Artista que também trabalhava como guia de turismo, teve ideia, junto com o marido e a sua fisioterapeuta, em criar a ONG para dar suporte a outras pessoas com o mesmo problema, oferecendo arte e lazer, através de passeios gratuitos. A Instituição Amigas do Peito Por Aí já atendeu mais de duas mil pacientes e, pelo menos, cerca de 10 mil pessoas indiretamente como familiares, cuidadoras, corpo médico e estudantes. “A arte cura”, garante Jo. Aos 73 anos, usuária do CRAS Centro, Ilsa Maria da Conceição, disse ter adorado o evento. “Ganhei meu dia com tanta informação e bons exemplos”, resumiu.

  Redação: Jornalismo A Voz do Povo.

Direção: Jornalista Marcio Carvalho.

Deixe seu comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem

Publicidade